REDE ASTA / 2017 / RIO DE JANEIRO

Re-Roupa + Rede Asta + Mulheres Arteiras + Mulheres que Acontecem

Esses objetos foram criados a partir de uniformes da indústria. Uniformes em desuso, já desgastados e que iriam para o lixo. Como a gente sempre fala, nossa matéria prima é esse material considerado resíduos para muitos. Se atingimos os resultados que vocês conferem nas fotos é porque enxergamos potencial no que é descartado como se tivesse chegado ao fim.

A Rede Asta, nossa parceira neste projeto, coleta uniformes que seriam descartados pelas empresas (resíduo) e esse material é transformado em brindes corporativos, que voltam para a própria corporação. O papel do Re-Roupa neste processo é desenvolver a parte criativa e capacitação dos grupos produtivos, que em geral são cooperativas do Rio de Janeiro.

Fugindo da lógica linear de produção que conhecemos a séculos: produzir, usar, descartar. Esse projeto inclui o verbo repensar nesses processos industriais. Isso tudo é um assunto riquíssimo, parte dos conceitos de Logística Reversa e Economia Circular e pra quem se interessar ficam duas dicas: uma é o livro Cradle to Cradle e outra são os vídeos e materiais da Ellen MacArthur Foundation. Tudo com legenda e/ou tradução!

953aa41e-b6b8-4031-a0e3-9f63264e2709.jpg
5c33c6cf-4668-4711-bd6c-4a1eaa7acca6.jpg
16ee10fb-c314-419b-9adf-cd95b823cf8e.jpg
reroupapararedeasta_2_fotobiancapimenta.jpg
reroupapararedessta_fotobiancapimenta.jpg
Mari Pelli